Rede Abelha

Loading...

Videos Angoleiros

Loading...

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Tempo, tempo, tempo!

Minha gente, o tempo não parou hora nenhuma desde a minha ultima postagem há meses atrás. Agora, o fim de ano se aproxima e o moto contínuo da vida  mostra como é relativa a ideia de tempo. O que pareceu rápido, pode ter sido lento e vice-versa. A velocidade também é assim. Pessoalmente, gosto quando o tempo passa rápido, pois dá a idéia de viver intensamente a vida e as coisas. Mas como já disse, isso tudo é relativo. Bom mesmo é sentir  e perceber como o nosso viver pode ter tocado a vida de outras pessoas. Isso não é nenhum privilégio particular. Milhões de pessoas vivem essa mesma sensação. A minha pergunta é: O seu viver tem vibrado positivamente na vida de alguém? Se sim, que bom que poderás continuar fazendo isso. Se não, que bom que ainda podes fazer diferente, para no final ter feito a diferença. É preciso coragem sim para encarar de ter uma atitude dessas. Até agora, tem sido um ano vitorioso. Tenho sido corajoso, pois segundo o grande mestre Pastinha, aquele que tem muitos amigos é uma pessoa corajosa. Resumindo, estou de volta com meus "manuscritos" digitados.

sexta-feira, 19 de abril de 2013

O retorno!

Leitores e leitoras queridas, estou em recesso, mas em breve estarei com voces de novo contando histórias e estórias! Me aguardem! Tenho muito prá contar...

sábado, 2 de março de 2013

Sexta Roda

A sexta roda foi logo depois do carnaval. Ainda tínhamos algumas pessoas dos outros nucleos Nzinga por aqui. Mas, por outro lado, muitas outras pessoas ainda não tinham retornado de suas viagens onde fugiram do carnaval. Foi boa porque marcou o retorno das nossas atividades e esse é sempre um momento legal. O ano está apenas começando...

Quinta roda

A nossa quinta roda aconteceu extraordinariamente numa quarta feira, exatamente a que antecede o inicio do carnaval, na quinta feira. Já registrávamos as presenças de muitos do Nzinga São Paulo e alguns do Nzinga Bsb, que vieram para a festa momesca. Só por isso, já tivemos um clima especial. Algumas pessoas já estavam desde o dia 2 de fevereiro, que foi um evento maravilhoso, com muitos amigos e amigas que abrilhantaram a festa e a roda. Os mestres Valmir (Fica), o mestre Márcio (Gcap), o mestre Boca do Rio (Zimba) e o Contra-mestre Pezão deram um tom especial à festa. A Plateia maravilhosa também fez a diferença! Uma coisa que foi diferente nesse 2, foi a presença das mulheres comandando o samba na cantoria e os jovens e crianças nos instrumentos. Foi demais de diferente e foi maravilhoso! A nossa roda do dia 2 de fevereiro se propõe a resgatar um pouco do espírito da vadiação de antigamente, onde o uso do uniforme é dispensado e as pessoas comparecem exatamente como vão para festa de largo. Assim como aconteciam com os estivadores  no porto de Aratu, enquanto esperavam os navios chegarem para ganhar a féria do dia descarregando-os. A que fazemos não é uma roda na rua. Outras rodas acontecem neste dia na rua! Elas também são importantes. A parte espiritual desta festa, a cada ano ganha um carater especial para nós, graças a importante colaboração do Taata Kwa Nkisse Mutá Ymê que zela por todos e pelo grupo. Com entrega de presentes no dique de água doce e no mar de água salgada. Tudo perfeito!

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Quarta Roda

A quarta roda aconteceu na véspera de um dos nossos grandes eventos anuais: o 2 de Fevereiro, dia de festa no mar. O dia de Dandalunda, de Kaitumbá ou Yemanjá. Portanto, já com as presenças dos nzingueiros de outros núcleos que tanto abrilhantam esses encontros. A roda foi totalmente linda! Cheia de convidados e de vibrações positivas. No facebook, postei muitas fotos deste dia. No dia anterior, na quinta feira, 31 de janeiro, foi o dia que fizemos as oferendas para Mameto Dandá e Mameto Kissimbi. Primeiro entregamos a de kissimbi no dique do Tororó. Depois viemos para o mar entregar a de Dandalunda. O Taata Mutá Ymê liderou os preceitos religiosos. Foi uma outra passagem linda de nossas caminhadas. AWETO!

sábado, 26 de janeiro de 2013

Terceira Roda

A nossa terceira roda foi novamente cheia de "black vibe". Apesar de eu ser super suspeito para falar, não sou homem de mentiras e nem gosto de "pabulagem", verdade é meu documento, não gosto de contar vantagem. Foi a maior vibração boa! Acabou, mas a vontade era de continuar por mais tempo. As presenças de Jorge e Anna Alice (Zimba) com seu filhos maravilhosos, Juca e Luiza Mariá, como na semana passada, foram novamente os destaques da noite. O nzingueiro cria da casa, Antonio Telles, que havia faltado as duas primeiras rodas, esteve presente e fez tambem a diferença. O brilho que as mestras Janja e Paulinha  dão a qualquer roda em que estejam presentes nem precisa ser citado. Pois, em suma, foi mais um dia feliz no terreiro nzingueiro. E assim a gente vai construindo uma história de amor e resistencia cotidiana na capoeiragem! Ngunzo!  

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Dança Dançante!

Como acontece já há vários verões seguidos, começaram hoje no Grupo Nzinga as aulas de dança de Nkisses e de Orixás ministradas pelo  Taata Mutá Imê. Este ano o curso de dança terá outro formato: será em 3 fases e acontecerá numa terça, quinta e sábado de Janeiro, de Fevereiro e de Março. Ao todo, serão 9 encontros. Cada bloco de três aulas compõe uma fase. A primeira fase acontecerá nos dias 22 (hoje), 24 (quinta) e 26 (sábado). Varias pessoas, com interesses distintos, estiveram lá hoje. A musica percussiva esteve por conta dos Xicarangomas Leo e Fábio, auxiliados pelos jovens Janete Barros, Bruna Ferreira, Lucas Costa e com a participação da Contra-mestre Alcione, mineira que estava hoje nos visitando. Foi sem dúvida um lindo começo da dançante temporada. Ao mesmo tempo em que se afunilam os preparativos para o dia da festa no mar.

domingo, 20 de janeiro de 2013

Segunda roda!

A segunda roda do ano foi cheia de energia, de novo! Muitas visitas na assistencia e muitas presenças no jogo. Os instrumentos falando alto e boa resposta do coro criam um ambiente perfeito para coisas boas acontecerem em sintonia com o "Cosmos".  A Mandinga flui mais fácil! Luiza Mariá e Juca, filha e filho de Jorge do Zimba, foram as presenças a serem destacadas nesta roda. Claro que outros abrilhantaram  tambem o encontro, como o Tiago da Ceca, Tatu do Filhos de Angola, André do Zimba.  As nossas jovens Janete Barros e Bruna Ferreira, que estão no Nzinga desde que chegamos no Alto da Sereia há 8 anos atrás também merecem ser citadas como exemplo de sementes que estão sendo cultivadas com muito carinho, e que demonstram estarem passando de "fase".  Antonio Telles apesar de não ter estado nesta roda, também é uma dessas crias. Sementes de uma cabaça que foi aberta e que foram espalhadas pelos caminhos da vida, das nossas vidas! Sabemos que apesar dos cuidados, infelizmente nem todas elas germinam.

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Colina Sagrada

Amanhã é o dia da festa do Bonfim! Normalmente essa festa acontece sempre na segunda Quinta feira de Janeiro. Excepcionalmente essa de amanhã acontecerá na terceira Quinta de Janeiro. Não sei explicar o porque. O fato é que vai rolar talvez a maior das festas de largo da cidade do Salvador. Vamos estar lá somando mais um! O ponto de encontro é na frente do Elevador Lacerda, embaixo da grande arvore.Epá Babá!

sábado, 12 de janeiro de 2013

Primeira roda de 2013

Ontem, dia 11/01, realizamos a nossa primeira roda do ano e, sem duvidas, começamos com o "pé direito". Muitos amigos e amigas capoeiristas e muitos visitantes estiveram presentes. Gente da Fica, do Zimba, do Mutalambô e independentes. Estava planejado uma mesa de frutas para o final e assim aconteceu. Bom demais! Roupas brancas foram predominantes. Um  bom axé para começar! 

sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

As ultimas rodas do ano 2012

Desde o início do ano de 2012 eu vinha fazendo pequenos relatos das rodas de capoeira do Nzinga. Desde a de numero 36, ocorrida no dia 26 de outubro, que eu estava sem cumprir essa função. Pois bem, agora vou tentar fazer um resumo do que foram essas ultimas rodas do ano. A de numero 37 aconteceu no dia 09 de novembro, e estávamos entrando no clima do evento Malungos: 30 anos de Capoeira Angola que aconteceria um mês depois. Sem muitas badalações! Na semana seguinte não realizamos roda, pois eu e as mestras Janja e Paulinha viajamos para São Paulo para a festa do Grupo Cupuaçú com a "Morte do Boi"e para tambem confraternizar com o nosso amigo de coração Tião Carvalho, que havia escapado do pior por causa de uma violenta malaria adquirida na Quiné Bissau (África) alguns dias antes. A roda de numero 38 foi no dia 23 / 11, e aconteceu sem maiores destaques, exceto pela expectativa da aproximação do evento "Malungos". Registro apenas as visitas do contra-mestre Édson do Grupo Africanamente e de Paulo Magalhães da Acanne.  A roda de numero 39 foi no dia 30 de novembro. Essa sim, já estávamos totalmente envolvidos pelo clima de festa e contamos inclusive com a super presença do mestre Valmir, que foi lá para, entre outras coisas, definir os ultimos detalhes do evento Malungos. A roda 40, já foi a própria roda deste evento no dia 8 de dezembro, num sabado, pois na sexta havia sido a entrega dos Títulos de Cidadãos Soteropolitanos que eu e as mestras Paulinha e Janja recebemos na Camara Municipal de Salvador com dezenas de convidados e participantes. Nesta roda do dia 8/12 tivemos as  presenças maciças do Nzinga de São Paulo e das várias representações da Fica. Depois postarei  exclusivamente sobre este evento. A roda 41 foi ainda com algumas presenças tanto do Nzinga Sampa quanto da Fica no dia 14/12. E para finalizar o ano, realizamos especialmente a nossa ultima roda no dia 19/12, a de numero 42,  numa quarta feira, com uma confraterniação com frutas, bolos e vinhos. Neste dia tambem comemoramos o aniversario do Treinel Anderson Barba Ruiva. Foi um dia muito festivo e alegre. Foi um ano muito bom para nós nzingueiros! Ngunzo!