Rede Abelha

Loading...

Videos Angoleiros

Loading...

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Ela voltou!

Depois de morar um ano nos EUA, a Mestra Paulinha está de volta à Bahia. O seu retorno aconteceu no mes de agosto. Ela foi pegar mais um grau: ela agora é Pós-Doutora em Ciencias Sociais. Ela mesma não gosta muito que eu fale sobre ela, mas voces sabem como é né? Tô aqui escrevendo, enchendo minha linguiça e pensei: porque não? Claro que é uma noticia que interessa à comunidade capoeiristica, afinal ela tem um nome escrito com grandes letras na historia da capoeira. É da primeira "barca" do Mestre Moraes aqui em Salvador, quando este fundou aqui o Grupo de Capoeira Angola Pelourinho juntamente com o M. Cobra Mansa.
Enquanto esteve fora, foi indicada para a direção do Centro de Estudos Afro-Orientais da Ufba e teve o seu nome homologado por unanimidae no Conselho Universitario. Tomará posse no próximo mes de outubro, se a conheço bem, de maneira discreta e sem estardalhaço.
Para o Grupo Nzinga, não precisa nem falar da importancia em tê-la novamente entre nós com a sua sensatez e sabedoria. Por isso é sempre bom gritar: Viva Paulinha!!!!

segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Agosto deu gosto!

Sei que já se passaram muitos dias, mas ainda assim sinto que devo passar a informação adiante, afinal de contas muita gente observa e espera com expectativa positiva saber por onde e o que estamos fazendo. Então lá vai um pequeno relato:
Na segunda semana de agosto/08, o Grupo Nzinga de Capoeira Angola realizou evento de celebração e confraternização com a comunidade angoleira de Salvador e os nucleos Nzinga de São Paulo e de Brasília. Foi muito especial! Tudo aconteceu da melhor maneira possivel. Foi um evento totalmente aberto, grátis. Nosso espaço é relativamente pequeno e não comportaria um grande publico, o que nos fez optar por uma divulgação moderada do evento. Foi na medida, o salão ficou cheio assim mesmo...

Começamos com um ótimo bate papo com a mestra Janja no meio da semana. Na sexta-feira, em parceria com a Fica, fomos em ônibus fretado à Cachoeira para a festa de Nossa Senhora da Boa morte, onde realizamos uma grande roda de capoeira. Pudemos levar conosco varias crianças do Nzinga, o que deu um tom especial ao passeio. Depois da roda, claro, rolou muito samba de roda e com gente que entendia muito do assunto, tanto tocando quanto dançando. Na hora do samba estava chovendo e foi uma experiencia bacana sambar com aquele tanto de gente na chuva, principalmente os idosos que estavam em grande numero, demonstrando o valor que o tempo tem quando nos dedicamos a fazer certas coisas.

No sábado logo cedo, a programação nos levou direto para a Casa dos Olhos Tempo que Fala da Nação Angolão-Paketan, o terreiro de candomblé do Taata Mutá Ymê. Era festa de Tempo, portanto fora do barracão. Preciosa oportunidade dos nossos nzingueiros se encontrarem juntos mais uma vez sob as benções de Tempo e de todos que habitam aquela Casa. Na volta do terreiro, rolou no Nzinga uma oficina de percussão regida pela primeira vez por leonardo (Léo),13, aluno do grupo desde os 10 anos. Isso também foi uma fato marcante, pois estamos assistindo ao processo de crescimento de um garoto que somos nós que estamos formando. Na manhã de domingo,17, rolou aula com o Treinel Haroldo, muito elogiada pelo grande publico presente. A tarde, foi a minha vez de dar aula. A partir das 17 hs, começamos a grande roda de capoeira, com a presença de muitos visitantes. Tipica roda onde se chega alegre e se sai feliz.Na segunda, 18 de agosto, estava marcada mais uma roda de capoeira e de samba, fechando o evento com a comemoração do meu aniversário onde o ultimo ato foi a degustação de uma deliciosa mesa de frutas e o tradicional bolo de aniversario