Rede Abelha

Loading...

Videos Angoleiros

Loading...

terça-feira, 28 de agosto de 2012

Força Estranha

Meu aniversário passou no ultimo dia 18 de agosto. Neste dia, o Grupo Nzinga completou 7 anos na comunidade do Alto da Sereia. Novamente a presença marcante mesmo foi  a das crianças do morro. Muitas, inclusive as que não tem a capoeira como atividade regular querendo participar da roda. Daí, num só momento, foi necessário ensinar, educar e instruir as crianças ávidas por conhecimento e atenção! Até aí nada de diferente do normal, mas o fato legal foi que tinham vários pais e mães na mesma cena, e eles puderam ter uma rápida noção da labuta diaria que enfrentamos lá no decorrer desses ultimos anos. Isso parece pequeno, mas reforça a moral e reconhecimento que já temos por parte dos moradores da comunidade. Na verdade virou uma aula publica para aquela turminha de crianças que no futuro podem vir a ser "crianças nzingueiras". Quando este ano pensei em confraternizar com a comunidade o meu aniversário, pensava somente em jogar a roda e depois tomar umas “águas” com os amigos  de lá.  Nem pensei que teríamos aquele momento tão nosso... Desta vez, a força mostrada não foi a do conjunto da roda de capoeira, e sim a força da dedicação e resistencia.

domingo, 26 de agosto de 2012

Vigésima Nona Roda

A vigésima nona roda de capoeira do ano no Grupo Nzinga de Capoeira Angola foi uma daquelas que, como anteriormente já me referi como sendo “heróica”. Como neste período em Salvador podemos ter duas estações no mesmo dia, na sexta feira passada foi assim. Até a metade do dia, fez um dia lindo de fazer inveja a qualquer um no verão, mas a tarde o tempo fechou e choveu copiosamente bem até a noite, como num bom inverno. Isso, dificultou bastante o transito das  pessoas de modo que além dos 8 para tocar os instrumentos, tínhamos duas duplas na sobra e sendo que uma delas estava completando o seu primeiro mês na capoeira.  A mestra Paulinha tocou mais uma vez a sua viola cheia de arengue...Num dia como aquele, quando parece improvável que alguem vá, os poucos que vão devem ser valorizados.

terça-feira, 21 de agosto de 2012

7 anos no Alto

No sábado passado, dia 18/08, foi o meu aniversário e este ano abri mão de uma festa num salão para experimentar um encontro com amigos e amigas nos becos do Alto da Sereia, bem no alto. Foi uma festa! Uma humilde roda de capoeira composta majoritáriamente pelas crianças da própria comunidade teve inicio. Pelo fato de varias delas não serem propriamente componentes do Nzinga, a tarefa não foi a das mais fáceis, descambando primeiro para uma aula de rua para as crianças, para depois chegarmos à fase da roda, que rolou legal, com varios desses entrando e jogando tambem. Varios pais e mães que não tinham tido a oportunidade de ver as crianças praticando a capoeira, puderam ter uma noção do trabalho que estamos fazendo lá já há 7 anos, completados exatamente no dia supra citado.

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Pensamento Crítico

Na sexta feira passada, 17/agosto, não realizamos a roda de capoeira no Grupo Nzinga em virtude de compromissos externos. Como divulguei amplamente no facebook, fizemos uma apresentação da Orquestra Nzinga de Berimbaus no encerramento do Fórum  do Pensamento Crítico - Cidades & Patrimonio, promovido pelo IPAC (Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural) , que aconteceu na antiga Faculdade de Medicina que fica no Terreiro de Jesus. O nosso projeto da orquestra tem sido uma importante vertente do trabalho do Nzinga, pois reforça necessidade de todos aprenderem a tocar cada vez melhor o principal instrumento da capoeira, o berimbau. Além de propiciar a participação de maior número de jovens e adultos numa atividade artística sem que necessariamente sejam capoeiristas, criando ainda a possibilidade de interação com outros tipos de manifestações da nossa cultura, como o frevo, maracatu, toada do Bumba meu Boi, funk, samba, reggae e o baião. 

terça-feira, 14 de agosto de 2012

Me, Myself and I

Hoje não vim aqui para escrever ou para conversar. Quero ficar mudo e em silencio. Me encontro em estado de guerra interior, pelejando contra "Me, myself and I”. Espero sair vencedor! Com certeza, esses são os meus melhores e maiores inimigos. Em qualquer guerra, sempre se quer sair vencedor, mesmo que tenhamos que arcar com os seus prejuizos, que as vezes são maiores que os louros da vitória. Neste caso, ao decretar o fim de algum desses mestres inimigos, um novo olhar se abrirá para uma nova vida! Lógico que é possível um acordo entre as partes, que é outra forma de se dar fim a uma guerra. Vou ficar quieto e calado e ver o que acontecerá. Só sei que não haverá extermínio mútuo e amigável.  Meu pai é caçador e o meu instinto de sobrevivencia é grande.

sábado, 11 de agosto de 2012

Vigésima oitava

Ontem aconteceu a nossa vigésima oitava roda de capoeira do ano. Como algo destacável, tivemos as presenças de Vitoria e Paul, que moram em Londres e estão aqui para visitarem a cidade, ao mesmo tempo em que estão promovendo um almoço em uma chácara em Jauá, que reúne a geração de capoeiristas que fazem ou fizeram parte da Fundação Internacional de Capoeira Angola (FICA) na década de 90, quando foi fundada Pelos mestres Cobra Mansa, Valmir e Jurandir. Sem dúvida, um encontro memorável de camaradas. Na próxima semana não teremos a nossa roda porque estaremos apresentando um pequeno show na Faculdade de Medicina, onde estaremos mostrando a nossa orquestra de berimbaus. Evento contratado pelo IPAC no Dia do Patrimônio. No sábado, dia 18, estarei comemorando meu aniversario com uma roda de capoeira no Alto da Sereia, às 16:00 hs. O uso de uniforme será facultativo aos capoeiristas.

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Agitos


Essas ultimas semanas tem sido de muitas ações e agitações na cena cultural soteropolitana. A Orquestra Nzinga de Berimbaus tem tido uma agenda intensa, apresentando-se em lugares diversificados: museu, praça, biblioteca e escola, além das apresentações no próprio Grupo Nzinga. Aumentou o numero de crianças participando do trabalho com a capoeira. Novas crianças, velhas tarefas. E assim caminha a humanidade...
Novos integrantes adultos completam o clima de renovação ratificando a importancia e a presença dos que ficaram no decorrer do tempo. Uma bom sinal para um ano que marca as celebrações do nossos 30 anos de capoeiragem.

terça-feira, 7 de agosto de 2012

Vigésima Sétima

A vigésima sétima roda rolou leve e solta. Recebemos naquele dia varias visitas, umas para jogar a roda e, outras apenas para assisti-la. As mestras estavam juntas. Muitas nzingueiras estão soltando as “juntas” e o jogo também. Foi como um bálsamo para o espírito. Muitas crianças que sempre flutuaram pelo nosso salão, começam a criar  raiz em nosso chão. Fruto de um processo longo, lento e difícil de educação. Paciência tem sido uma virtude valorizada no nosso dia a dia.

domingo, 5 de agosto de 2012

Luz no Solar!

Ainda como uma extensão da exposição do fotografo do André Cypriano, da qual  a Orquestra Nzinga de Berimbaus fez a cerimonia de abertura há uns 20 dias atrás no Solar Ferrão - Pelourinho - realizamos ainda 5 dias de workshops com estudantes da Escola Municipal Vivaldo da Costa Lima . Eram crianças e jovens com idades entre 8 e 17, pertencentes a varias séries diferentes. Foi uma experiencia legal. O objetivo não era ensinar capoeira, mas sim de passar ideias e conceitos, além de localizar no tempo e no espaço a origem e trajetoria da capoeira no Brasil. A diretora do Solar Ferrão esteve com a gente no dia do encerramento agradecendo  em nome do Setor Educativo, responsavel pela ação. A senhora Monica, representando a produtora da exposição fotográfica tambem falou e agradeceu a interação que aconteceu nos 5 dias em que estivemos trabalhando juntos. A representante da escola esteve conosco todos os dias em que nos encontramos. Vale destacar que grande numero desses estudantes também são alunos de capoeira da mestra Jararaca. A maioria são moradores do Pelourinho e adjacencias.