Rede Abelha

Loading...

Videos Angoleiros

Loading...

sábado, 30 de outubro de 2010

Livro no Tempo.

No dia 19 próximo passado, foi lançado no Museu Costa Pinto, localizado no Corredor da Vitoria em Salvador, o livro que resgata a verdadeira historia da linhagem Angolão Paquetan na Bahia, representada pela Casa dos Olhos de Tempo que Fala da Nação Angolão Paquetan liderada pelo Taata Dya Nkisi Mutá Imê. O projeto é de um livro de fotos cuja finalidade é registrar certas nuances do dia a dia do terreiro de candomblé de angola que tem no Taata Mutá o seu ultimo sacerdote. Ou seja, a linhagem está sob ameaça de extinção por que não existe outro pai de santo ou mãe de santo que tenha sido feito pelas mesmas mãos. Ele é o ultimo de uma familia e com uma enorme responsabilidade de perpetuar os fundamentos da casa. Com este lançamento, incontestavelmente a Casa dos Olhos de Tempo que Fala Nação Angolão Paquetan projeta a sua memoria para tempos futuros em sua luta de continuar existindo.  Na verdade é um livro de fotografias do grande fotografo Aristides Alves, onde o sociologo Renato da Silveira, responsável por profunda pesquisa em diversos arquivos no Brasil e na Africa, trata da parte historica, enquanto a jornalista Cleidiana Ramos narra de maneira leve e solta, o cotidiano da "roça" e as historias decorrentes. Neste contexto, o grupo Nzinga ganha referencias bastantes positivas da jornalista, que situa a nossa atuação na comunidade do Alto da Sereia  e as ligações dela com a roça. A qualidade indiscutivel do material usado, a encadernação, a qualidade das fotos e dos textos, num contexto de gravar no espaço e no tempo a memoria de toda uma nação ameaçada de extinção, fazem deste lançamento um marco histórico neste tipo de literatura. O livro foi distribuido gratuitamente para os que foram ao lançamento. O Nzinga apresentou a sua orquestra de berimbaus, composta majoritariamente por crianças e jovens. Teve ainda o povo de santo da casa cantando alguns cânticos sagrados. Esse é outro detalhe maravilhoso do projeto: o livro vem acompanhado por um cd gravado no proprio terreiro sagrado. Um documento raro, que utiliza 3 tipos de linguagens: a escrita, a visual e a sonora. Me sinto muito orgulhoso por participar deste momento de afirmação de uma existencia. Na estrutura hierarquica do Grupo Nzinga existe o Conselho de Mestres,composto pelas mestras Janja, Paulinha,o Taata Mutá e eu. Reconexões que fazem sentido para nós todos.
 Ê Tempo Zará Tempo!

Nenhum comentário: